Press releases

Feito pela África: 94 cadeias de valor para impulsionar o comércio intra-africano

22 November 2022
ITC News

Um novo relatório prioriza produtos farmacêuticos, alimentos para bebés, roupas de algodão e automotivos entre 94 cadeias de valor viáveis ​​para impulsionar o comércio intrarregional e criar empregos para mulheres e jovens

(Niamey/Genebra) Investir em produtos farmacêuticos, alimentos para bebés, roupas de algodão e automóveis para atingir os objetivos africanos de melhorar a segurança alimentar, saúde e habilidades tecnológicas e dar o pontapé inicial no comércio em um mercado de € 2,5 trilhões da Área de Livre Comércio Continental Africana (AfCFTA).

Essa é a principal mensagem de um novo relatório Feito pela África (disponível em inglês e francês) divulgado hoje durante a Cúpula da União Africana sobre Industrialização e Diversificação Econômica em Niamey, Níger.

O Centro de Comércio Internacional (ITC) produziu o relatório em estreita colaboração com a Comissão da União Africana e a Comissão Europeia.

O relatório identifica 94 cadeias de valor com alto potencial para o desenvolvimento sustentável. Cada uma dessas cadeias de valor está vinculada a pelo menos cinco países africanos de diferentes regiões. Uma análise mais aprofundada mostra que quatro setores parecem ser particularmente promissores, inclusive para pequenas empresas que representam 90% das empresas em todo o mundo e geram mais da metade dos empregos: produtos farmacêuticos, alimentos infantis, roupas de algodão e automóveis.

• A indústria farmacêutica é um setor crucial, em particular em período de recuperação da pandemia, para melhorar a saúde e reduzir as importações.

• O setor de alimentação infantil, apoiado no setor agrícola, contribui para a segurança alimentar e nutricional sustentáveis em um momento de interrupções na cadeia de abastecimento global.

• O setor têxtil do algodão oferece oportunidades para milhões de pessoas encontrarem empregos por meio da integração da cadeia de valor nos países menos desenvolvidos da África.

• O setor automotivo tem alto potencial de crescimento do comércio intrarregional, com vínculos com outras cadeias de valor, como couro e maquinário elétrico, além de multinacionais estrangeiras interessadas em investir.

77% das empresas pesquisadas nas quatro cadeias de valor já estão tornando seus processos de produção mais ecológicos, desde a redução do uso de energia e água até a reciclagem de resíduos, investindo em embalagens recicláveis ​​ou biodegradáveis ​​e desenvolvendo modelos de negócios circulares, por exemplo, produzindo produtos de alta qualidade a partir de resíduos de tecido e roupas de segunda mão.

 

Investimentos na África pela própria África
 

Os dados do ITC mostram que o potencial de crescimento atual das exportações intra-africanas é de US$ 22 bilhões.

Embora as oportunidades sejam grandes, também é necessário agir. A presença da África no mercado internacional ainda é pequena, representando apenas 2,3% das exportações globais, com uma cesta de exportação fortemente concentrada em commodities e recursos naturais. Cerca de 14% das exportações do continente são destinadas a outros países africanos, e grande parte desse comércio é de produtos transformados. O que pode surpreender é que o comércio intra-africano é mais diversificado e tecnologicamente avançado do que o comércio da África com o resto do mundo.

O fortalecimento do comércio regional aumenta a resiliência a crises e estimula a industrialização sustentável – contribuindo, em última análise, para a criação de empregos e de melhores condições de vida no continente.

Em suma, investir na diversificação e em cadeias de valor regionais mais fortes, sob a égide do acordo comercial continental, é a chave para liberar todo o potencial económico e de desenvolvimento da África.

 

Sobre o Diagnóstico de Cadeias de Valor do ITC. O ITC, mandatado pela União Africana e pela Direção-Geral de Parcerias Internacionais da Comissão Europeia, implementou o Diagnóstico de Cadeias de Valor para identificar setores com alto potencial para o desenvolvimento sustentável de cadeias de valor em África e os gargalos que impedem as empresas de realizar plenamente esse potencial. Para mais informações sobre a metodologia, visite www.ntmsurvey.org/MadeByAfrica.
 

Sobre o International Trade Centre. O Centro de Comércio Internacional (ITC) é a agência conjunta da Organização Mundial do Comércio e das Nações Unidas. O ITC ajuda pequenas e médias empresas em economias em desenvolvimento e em transição a se tornarem mais competitivas nos mercados globais, contribuindo assim para o desenvolvimento económico sustentável no âmbito da agenda do programa Ajuda para o Comércio e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Para obter mais informações, visite www.intracen.org.

Siga o ITC no Twitter | Facebook | LinkedIn | Instagram | Flickr

 

Contato para a mídia

Susanna Pak
Responsável de Comunicação Estratégica
International Trade Centre (ITC)
E: pak [at] intracen.org ou press [at] intracen.org
T: +41 22 730 0651
M: +41 79 667 4660